Banner_internos_AGO16_1507Um bom contador vai auxiliá-lo em todos os momentos, principalmente na hora de recomendar qual será o melhor sistema tributário para o seu empreendimento.

 

LUCRO REAL

O lucro real é o regime tributário em que a tributação é calculada sobre o lucro líquido do período de apuração, considerando valores a adicionar ou descontar conforme as compensações permitidas pela lei. Assim, antes de afirmar qual foi a lucratividade real, é preciso verificar o lucro líquido de cada ano ou período, conforme a legislação. Em outras palavras, para a apuração desse valor, a empresa terá que saber exatamente qual foi o seu lucro auferido para realizar a base de cálculo do IRPJ e da CSLL. Dessa forma, os encargos irão diminuir ou aumentar de acordo com a apuração, sendo que, se forem computados prejuízos durante o ano, a empresa fica dispensada do pagamento.

 

LUCRO PRESUMIDO

É uma fórmula de tributação simplificada para determinar a base de cálculo do imposto de renda (Imposto de Renda Pessoa Jurídica) e da CSLL (Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido). Ela pode ser adotada por empresas que não estiverem obrigadas a adotar o regime do lucro real para o ano-calendário em questão.

Nesse regime de tributação, a apuração do IRPJ e da CSLL tem uma base de cálculo prefixada pela legislação, com uma margem de lucro específica, que muda de acordo com a atividade da sua empresa. As margens presumidas são, basicamente, de 8% para as atividades de cunho comercial e de 32% para a prestação de serviços.

 

SIMPLES NACIONAL

O Simples nacional é um regime de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos. O Simples Nacional foi criado pela Lei Geral para simplificar a vida do empreendedor de pequeno porte. Ele unifica oito impostos em um único boleto e reduz sua carga tributária.